SONHO REALIZADO

O PITORESCO BAIRRO DE SANTA FELICIDADE ABRE ESPAÇO PARA O MÉTODO KAIUT YOGA

No comecinho da Avenida Toaldo Túlio, quase chegando na Manoel Ribas, bem na altura da imponente Igreja São José. Uma casa branca, de portas abertas para quem está buscando o bem estar físico e mental, é o novo espaço do Kaiut Yoga, inaugurado no sábado, 18 de abril. A escola licenciada é a realização de um sonho e o amadurecimento de uma ideia da terapeuta corporal Fabiana Lamanna: “Hoje sou uma pessoa realizada e meu objetivo é levar o método Kaiut Yoga ao alcance de qualquer pessoa que precise e queira praticar o yoga”.
Na inauguração da escola, o criador do método Francisco Kaiut saudou os convidados com uma breve palestra sobre os benefícios do yoga e aproveitou para derrubar alguns mitos: “As pessoas pensam que o Yoga foi feito para quem é super flexível. Mas na verdade é também para quem tem dor, para quem tem uma dureza na junta, para quem tem uma doença. O Yoga trata esses problemas e ajuda a aproximar o nosso corpo daquilo que ele foi projetado para ser originalmente”, explicou. Sobre a nova escola licenciada, a primeira em Curitiba e a sexta no Brasil, Francisco deixa claro: “É um pontapé de um processo orgânico. Não vejo aqui um projeto comercial. Vejo a criação de um professor capaz de aplicar o método Kaiut Yoga com excelência, e que, em seu próprio espaço, vai beneficiar um número maior de pessoas.”

noticias_inaugura_santa_felicidade-01-peqnoticias_inaugura_santa_felicidade-02-peqnoticias_inaugura_santa_felicidade-03-peq

Entre os convidados da inauguração estavam a assistente social Maria Góes e seu marido, o engenheiro eletrônico e professor universitário João Almeida Góes. Os dois já tiveram aulas com Fabiana há algum tempo, mas agora, com uma escola no bairro onde moram, tudo vai ficar mais fácil. “Somos seguidores da Fabiana. Ela tem um dom, uma facilidade em compreender e interpretar o corpo humano e isso é um diferencial importante”, diz Maria. Para João, que tem uma escoliose, a prática do yoga faz toda a diferença: “Como professor fico sentado muito tempo, o que agrava meu problema. Fazer yoga é um verdadeiro alívio”.
Mesmo quem nunca tinha praticado o método Kaiut Yoga teve a oportunidade de fazer uma aula e sentir os benefícios. A aposentada Eni Fussek, de 71 anos, aprovou a experiência: “Foi muito bom. Estou relaxada e com vontade de fazer mais”.

Serviço:
Kaiut Yoga Santa Felicidade
Av. Vereador Toaldo Túlio, 146 Bairro Santa Felicidade – Curitiba-Pr
Tel. 55 41 3205 2841 / 41 8857 8783
santafelicidade@kaiutyoga.com.br

Quando a dor é produtiva

PROBLEMA CONGÊNITO NO QUADRIL FOI A REAL MOTIVAÇÃO PARA QUE FABIANA SE TORNASSE UMA PROFISSIONAL REALIZADA

Fabiana Lamanna não se tornou uma terapeuta corporal por mera coincidência. Ela nasceu com uma luxação no quadril, que impedia o encaixe perfeito do fêmur. Durante seu primeiro ano de vida ela teve que usar um aparelho que tolhia seus movimentos mais naturais, como rolar e engatinhar. O médico avisou à família que talvez a menina jamais andasse. Felizmente, a história foi bem outra. A menina andou, cresceu e até, pasmem, se tornou uma bailarina clássica. Mas, mesmo apaixonada pela dança, aos 19 anos ela teve que desistir do ballet por causa da imensa dor e limitação que lhe eram impostas pela doença.
Fabiana conviveu com o problema como pôde. Buscou conhecimento e alternativas para contornar o que sentia. Ainda em Campinas, São Paulo, tornou-se uma terapeuta corporal. Utilizava a ginástica terapêutica e a massoterapia para aliviar as dores de seus pacientes e a sua própria. Quando se mudou para Curitiba conheceu e encantou-se pelo método Kaiut Yoga. Depois de um ano como aluna, começou sua formação de professora de yoga. Foi então que teve que tomar uma decisão adiada há tempos. Orientada por Francisco Kaiut, Fabiana optou por operar o quadril para que pudesse progredir na prática de yoga e exercer plenamente a função de professora do método Kaiut. “Um mês depois da operação eu estava de volta às aulas. O yoga me preparou para a cirurgia e tudo foi conduzido com equilíbrio e perfeição”, conta ela.
Ao levar o novo método aos alunos que antes praticavam a ginástica terapêutica, Fabiana notou uma melhora muito mais rápida e eficiente, mesmo quando se tratava das patologias mais graves. Um trabalho tão satisfatório que impulsionou a terapeuta a ser uma licenciada do método Kaiut e abrir sua própria escola. “O yoga veio para mim através do meu corpo e alcançou a minha mente. Quero fazer isso para sempre e mostrar que yoga é para todo mundo”, conclui Fabiana.

Subscribe Our Newsletter

Newsletter

Não vá embora!

Inscreva-se na nossa Newsletter e não perca as últimas novidades.